Home / Regional Ceará / Polícia / Polícia Civil prende grupo interestadual suspeito de arrombar caixas eletrônicos no Ceará

Polícia Civil prende grupo interestadual suspeito de arrombar caixas eletrônicos no Ceará




Uma investigação conduzida pela Polícia Civil, por meio de um trabalho da Unidade Tático Operacional (UTO) e da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF), resultou na prisão de um grupo interestadual, suspeito de arrombar caixas eletrônicos em Fortaleza e na Região Metropolitana. As informações foram repassadas, na tarde desta quarta-feira (07), pelos delegados titular da UTO e da DRF, Antônio Pastor e Ricardo Romagnoli, respectivamente, na sede do Complexo de Delegacias Especializadas (Code).

As apurações em torno das ações criminosas cometidas pelo grupo iniciaram após arrombamentos ocorridos contra os caixas eletrônicos nas cidades de Maranguape e Horizonte. Durante as diligências, a Polícia Civil identificou um veículo Fiat Siena, de cor cinza, que após consulta ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), foi constatado que o carro estava com o nome de uma empresa na Parnaíba, cidade piauiense, mas que era utilizado no Ceará por José Roberto Alves da Costa (42), ex-vereador e atual suplente de vereador na cidade de Nova Russas, no Ceará.

Com isso, os policiais civis passaram a monitorar o veículo e identificaram que os suspeitos se articulavam para cometer mais um crime contra um caixa. Dessa vez, dentro de um supermercado, no bairro Lagoa Redonda, na madrugada da sexta-feira (02). Quando se preparavam para arrombar o local, a equipe abordou os dois indivíduos, sendo estes identificados por Adevando Pereira de Moraes (36), natural da Paraíba e com passagens pela Polícia do Ceará por furto e crime contra a administração pública; e o catarinense, Durvalino Simão de Silva (39), que já responde criminalmente, em Mato Grosso do Sul, por tentativa de furto.

De acordo com as investigações, o ‘modus operandi’ da dupla consistiria em entrar no local, e um terceiro suspeito seria acionado e chegaria, em seguida, com uma espécie de maçarico, que seria utilizado para arrombar o equipamento e furtar o dinheiro. Depois das duas prisões, os profissionais de segurança seguiram até a residência de Adevando, no bairro Jardim das Oliveiras, onde encontraram os apetrechos que seriam utilizados pelo bando. Lá no imóvel, também foi encontrado o terceiro envolvido, também catarinense, identificado por André Luis de Faria (39) – sem antecedentes.

Por último, a Polícia Civil seguiu até uma pousada, no bairro Dias Macedo, onde estava José Roberto,com antecedentes criminais por furto, associação criminosa e uso de documentos falsos. De acordo com as investigações, o suplente de vereador tinha a função de fornecer os meios materiais e alogística para os demais integrantes. Uma picape foi apreendida com José, que confessou ter recebido dinheiro por sua participação em outras investidas do grupo. Os suspeitos foram encaminhados para o Code, onde foram autuados em flagrante por furto na modalidade tentado e na Lei das Organizações Criminosas. A Polícia Civil agora apura o envolvimento dos autuados em outros delitos no Estado.

Créditos: Monolitos Post

Comente com facebook

About Redator

Redator

Check Also

Quixadá: Mulher que teve braços decepados a golpes de foice, necessita de fraldas e material de higiene pessoal

No último 25 de novembro na localidade de Fonseca, zona rural de Quixadá, a agricultora Vera …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 1 =